Assim como qualquer área do desenvolvimento web, a otimização para mecanismos de busca, ou SEO, também evolui e se adapta a novas necessidades e requerimentos das pessoas e do mercado. O “novo SEO”, mais social e com maior ênfase nas pessoas, levadas em conta uma a uma, é uma tendência que deve ser observada de perto pelos profissionais de SEO.

Devido a grandes mudanças na “paisagem” de SEO, designers, fotógrafos, cinegrafistas e escritores têm novas oportunidades para construir sua reputação, ampliar sua consciência de marca inerente e gerar mais oportunidades. Este artigo mostra 5 fatores importantes do novo SEO que criadores de conteúdo devem estar cientes.

Buscas Personalizadas

Enquanto as pessoas que usam mecanismos de busca estão acostumadas a obter resultados objetivos nas páginas de resultado de busca (SERPs), o Google agora apresenta resultados “subjetivos”, também. Quando logado à conta Google e com a busca personalizada habilitada, as SERPs incluem resultados baseados no histórico de navegação da Web de cada um, bem como conteúdo criado ou endossado por suas conexões sociais.

A personalização pode mudar radicalmente o que se mostra nas pesquisas regulares e buscas de imagens. Aqui está uma pesquisa de imagens do Google que demonstra a diferença. Uma busca por “como usar o twitter” com a opção de personalização desligada:

Novo SEO Social: Google SERP sem personalização

SERP do Google sem personalização

Com a personalização habilitada, o resultado fica assim:

Novo SEO Social: Google SERP com personalização

SERP do Google com personalização

Veja que as 2 primeiras linhas de imagens são completamente diferentes. No topo da pesquisa personalizada, apareceram 10 imagens associadas às ligações do Google+ de quem estava pesquisando. Com a busca personalizada ligada, também há a opção de ver apenas resultados pessoais.

O Google está fazendo tudo o que pode para incentivar a pesquisa personalizada; e ele tem um interesse egoísta em fazer isso: ele quer tantas pessoas quanto possível conectadas ao Google o maior tempo possível, usando os produtos Google, abastecendo o Google com dados e sendo expostos a anúncios personalizados do Google. Como as pesquisas personalizadas ganham “tração” com os usuários, os criadores de conteúdo serão capazes de ganhar muita visibilidade de busca de três maneiras:

  1. Criadores se tornam visíveis para suas conexões diretas. Conteúdo associado a um criador, em particular, vai ter posição de destaque nas buscas personalizadas realizadas por pessoas que os têm em círculos do Google+. Imagine o que aconteceria se um criador triplicasse o número de círculos em que se encontra ou se o Google começasse a incorporar o Twitter ou Pinterest em seus resultados de busca personalizados.
  2. Criadores se tornam visíveis para suas conexões indiretas. Se o conteúdo de um criador é endossado por alguém no Google+, o conteúdo pode aparecer nos resultados personalizados de buscas conduzidas por conexões dessa pessoa. O efeito cascata pode se estender a uma distância considerável.
  3. Criadores tornam-se visíveis para as pessoas que visitam seu site. Se alguém frequenta o site de um criador, o Google vai servir aquele conteúdo do criador em suas buscas personalizadas.

Tendência: Conforme o tempo passa, é esperado que os algoritmos do Google fiquem mais aprimorados sobre como ele classifica o conteúdo personalizado e o Google alcance uma rede mais ampla através de redes sociais.

Dica: Fortaleça e amplie suas ligações sociais para dar maior exposição ao seu trabalho nos motores de busca. Continue procurando melhores maneiras de trazer novos visitantes ao seu site e os instigando a retornar.

A importância das ações sociais

Um fator que o Google considera na avaliação de uma página de conteúdo são suas ações sociais. Google considera os +1, tweets e outros tipos de ações como indicadores de qualidade de conteúdo e confiabilidade. Isso é bastante razoável: um artigo de um blog com 1500 retweets tem, claramente, mais valor que um post comparável com somente 5 retweets.

Novo SEO Social: compartilhamento

Compartilhamentos são indicadores de qualidade e confiabilidade de conteúdo

No momento, quanto valor o Google atribui às ações sociais ainda é incerto, o que é natural, já muitas perguntas permanecem sem resposta. É um tweet mais ou menos valioso que um “Like” no Facebook? Como você avalia a autoridade da pessoa que fez o compartilhamento? Como as pessoas estão “jogando com o sistema” para inflar e manipular o número de compartilhamentos?

Devemos esperar que a importância do compartilhamento social cresça em importância para o SEO. Primeiro, há uma demanda: as pessoas gostariam de considerar “endossos sociais” para certos tipos de pesquisas, desde que tenham confiança nos dados. Em segundo lugar, não é auto-interesse: o Google está empenhado no Google+ e, certamente, não pretende ignorá-lo em seu próprio motor de busca.

Tendência: Compartilhamento social agora tem maior impacto nos resultados-padrão de pesquisa e é esperado que o Google dê maior importância à presença e influência de links compartilhados nos resultados personalizados também. Por exemplo, poderíamos começar a ver uma variedade de opções de busca segmentados que exibem o conteúdo compartilhado por um grupo definido de suas conexões.

Dica: Faça com que botões de compartilhamento social se destaquem em seu site para tornar mais fácil para as pessoas compartilharem seu conteúdo, participe ativamente de redes sociais e publique seu conteúdo em sites em que o conteúdo seja amplamente compartilhado.

Ascensão da segmentação em pesquisas

Nos velhos tempos, não havia muitas maneiras de “brincar” com os resultados da pesquisa. Hoje, existem dezenas. Amanhã, haverá milhares!

Novo SEO Social: múltiplas opções de busca

Múltiplas opções de pesquisa e refinamento de resultados criam oportunidades

Mais segmentação significa mais oportunidades para os autores independentes melhorarem sua visibilidade de busca com base na natureza de seu conteúdo. Quando os resultados são agrupados em uma grande massa, é um desafio para uma pequena empresa se destacar. No entanto, se há concentração de esforços em conteúdo, por exemplo, há, naturalmente, um destaque em um segmento, em particular, tornando possível capturar uma fatia maior de pesquisas segmentadas.

Note, também, que a busca segmentada oferece uma opção “personalizada”, na qual, novamente, as pessoas podem se concentrar nos conteúdos com base em seu histórico de navegação e conexões sociais.

Tendência: Google vai continuar a categorizar seu conteúdo para ajudar os usuários a refinarem seus resultados de pesquisa que são precisamente relevantes para a sua intenção, ao invés de globalmente relevantes para suas palavras-chave. Em particular, opções de busca segmentadas para imagens e vídeos se tornarão muito mais sofisticadas em resposta ao nosso apetite insaciável por conteúdo visual.

Dica: Mantenha-se atualizado sobre como o Google segmenta conteúdos e adapte o seu próprio para se destacar em segmentos que são condizentes a seu(s) ramo(s) de atuação.

Mais ênfase em qualidade e mais transparência

Novo SEO social: Google valoriza a transparência

Durante anos o Black Hat SEO poluiu os rankings, levando conteúdos de alta qualidade para baixas colocações nas páginas de resultados de busca. No entanto, como o algoritmo do Google está cada vez mais sofisticado, ele fica melhor no combate às práticas de Black Hat.

A atualização “Panda” do algoritmo de busca do Google, lançada em 2011, foi uma declaração de guerra contra os manipuladores de conteúdo. O principal objetivo desta mudança no algoritmo – e de muitas que se seguiram – foi decisiva para penalizar conteúdo inútil e recompensar conteúdo altamente relevante, significativo e confiável.

Em alguns casos, táticas de Black Hat SEO foram acidentalmente causadas por administradores de sites que utilizaram técnicas ultrapassadas. Além disso, uma boa quantidade de conteúdo de alta qualidade se perde na confusão de busca porque os criadores simplesmente ignoram SEO. Mais do que nunca, o Google quer que cada site seja otimizado corretamente. Quanto mais conteúdos de alto calibre o Google conseguir apresentar para seus usuários nas SERPs, mais negócios ele vai fazer.

Tendência: Google vai “empurrar forte” nesse sentido, elaborando métodos mais precisos de avaliação da pertinência e confiabilidade do conteúdo. Ele ficará melhor em interpretar tanto a qualidade inerente ao próprio trabalho, em si, quanto as informações de compartilhamento associadas.

Dica: Mantenha-se atualizado sobre a forma de comunicar a qualidade de seus textos, imagens e vídeos para o Google.

Google+ e links com “rel=author”

O resultado de busca com link para o perfil Google+ foi cortada pela Google. Fica o registro histórico.

Os entusiastas do Google veem o Google+ como a maior invenção desde o pão fatiado. De fato, a maioria das pessoas pensa que o Google+ é menos útil para marketing digital do que o pão fatiado. Mas você gostando ou não do Google+, a rede social não pode ser ignorada para SEO. Os criadores de conteúdo devem tomar nota de 2 aspectos, em particulares, da rede social do Google.

Novo SEO social: rel author

O link rel=author constrói a “marca” do criador e visibilidade de busca

Em primeiro lugar, o conteúdo do Google+ fica indexado e classificado. Na verdade, quando você publica conteúdo original no Google+, ele não é somente indexado e classificado, mas é privilegiado nas SERPs personalizadas! Imagens e vídeos que estão armazenados no Google ou em associação com as páginas pessoais no Google+ também recebem maior exposição nas buscas, tal como demonstrado anteriormente nas capturas de tela de uma pesquisa por imagens.

Em segundo lugar, rel=author associa uma página de conteúdo da Web com o perfil pessoal do seu autor no Google+. O Google começou a vincular o conteúdo de seus criadores, bem como de seus editores. “Marcação de autoria” ou “rank do autor” está sendo desenvolvida a um ritmo furioso porque as pessoas, às vezes, querem a opção de busca de conteúdo por um criador, em particular, ou querem resultados classificados de acordo com a autoridade ou competência do(s) criador(es).

Tendência: Criadores com alta autoridade verão seu conteúdo se tornar mais visível nos resultados de busca e, por essa razão, os editores terão de procurar os autores de autoridade para aumentar o tráfego de seus sites.

Dica: Configure um perfil no Google+ e incorpore o rel=author em seu conteúdo publicado (saiba como fazer isso no próximo artigo da série).