O desenvolvimento web às vezes é encarado como algo extremamente complexo, um verdadeiro “Bicho de Sete Cabeças”! Realmente não é a coisa mais simples do mundo; entretanto, pessoalmente creio que, por exemplo, operar uma pessoa ou planejar uma casa são coisas bem mais difíceis! Pode ser devido à minha afinidade com o desenvolvimento web, mas esta é minha opinião.

Na maioria das vezes fazer perguntas a si mesmo (depois de realizar um bom briefing para desenvolvimento de web sites, claro)  é a melhor forma de identificar/complementar as principais necessidades de um projeto; é o meio excelente de saber o que pode ser feito, o que não pode, o que deve, o que não deve, como fazer, qual tecnologia escolher e o que mais for preciso saber, pelo menos num segundo momento (o “primeiro momento” é o briefing do site) é a coisa acertada e mais sensata a se fazer.

Perguntar-se a si mesmo (ou, quando trata-se de uma equipe, fazer perguntas mútuas) algumas questões nada complexas a respeito do projeto em vista é uma boa maneira de saber como começar e como seguir com o desenvolvimento do projeto web; e isso com a preparação e precaução necessárias para evitar um monte de surpresas que inevitavelmente ocorrem em projetos desta natureza.

Para ajudar você a elaborar suas “auto-perguntas”, segue uma série de considerações a respeito do desenvolvimento web. Pergunte-se!  ;-)

Conteúdo

Sem sombra de dúvidas o conteúdo é o fator-chave de sucesso para os web sites e projetos online, em geral. Levando em consideração alguns pontos importantes, pode-se caminhar à consecução do objetivo de alcançar a qualidade deste e, consequentemente, a qualidade e satisfação para quem acessa.

Navegabilidade

A navegabilidade, sem dúvidas, é uma das coisas mais importantes de seu site. A facilidade que o visitante tem para navegar entre/nos conteúdos do site é fator determinante para o sucesso ou fracasso de seu espaço online. Perceba em conversas com amigos, colegas e mesmo observando seu próprio comportamento, que quando se entra em um site confuso, “embaraçado”, sem uma boa estrutura navegacional, que a atitude é logo de irritabilidade e a primeira frase que vem à cabeça é “Droga, que site confuso! Vou embora…”.

Web Design

Que “o conteúdo é o rei” todos os desenvolvedores sabem; o que muitos ainda não sabem é dar a devida importância ao web design. A forma como os elementos visuais estão dispostos e como se apresentam influi diretamente na maneira como as pessoas percebem e intuem (do verbo “intuir”) os web sites. Conhecer alguns princípios básicos de Gestalt aplicado ao web design e dar importância a determinados elementos é de suma importância.

Outras considerações

Para finalizar, ficam considerações sobre elementos de caráter geral dos sites que, se levados em conta e bem planejados, certamente aumentam a qualidade do site.

Tem mais algum ponto que você gostaria de citar? Tem alguma dica para complementar os tópicos do artigo? Comente!