10 dicas que desenvolvedores web iniciantes devem saber

Conheça 10 dicas que desenvolvedores web iniciantes devem saber para começar e/ou continuar suas carreiras

Se você é um desenvolvedor iniciante, pode ser confuso sobre onde você deve começar no mundo do desenvolvimento web, já que o ramo é amplo e oferece muitas opções de escolha. Há muitas perguntas a serem feitas, tais como “Que linguagem de programação quero aprender?” ou “Eu deveria saber sobre front-end ou apenas back-end?”, e existem, literalmente, centenas de outras.

Mas, para que você não fique tão perdido, esta lista com 10 dicas que desenvolvedores web iniciantes devem saber realmente pode ajudá-lo a iniciar sua carreira como desenvolvedor ou, caso já tenha começado, servir de norte para a continuação dos caminhos a serem trilhados.

Decida quais habilidades você quer

Ao iniciar na carreira de desenvolvedor web, você realmente precisa se concentrar em alguma coisa e aceitar o fato de que não é possível ser um “generalista” — ou, como a garotada hoje em dia prefere chamar, um desenvolvedor full stack.

Acredite: mesmo dando muita vontade de atuar em vários e vários ramos do desenvolvimento web, isso é impossível para quem está começando. Afinal, é preciso saber atuar em várias frentes para ser um “full stack” e, quando se está começando, mal se tem o conhecimento para uma só. Faz sentido, certo?

Não há nada de errado em querer em ser excelente em vários campos, mas você realmente não poderá fazer isso no começo. O que você pode fazer é centrar seus esforços no aprendizado em uma habilidade e se tornar um perito nesse campo.

Pode ser PHP, Ruby, C#, etc., mas tem que ser bom no que faz. Depois de dominar um deles, você pode seguir em frente, mas não faça isso até que você tenha grande conhecimento nesse campo.

Não há nada de errado em querer em ser excelente em vários campos, mas você realmente não poderá fazer isso no começo. Tuitar isso

Esta dica também é bom para front-end designers, que sempre começam com HTML e CSS, depois passam para JavaScript, muito comumente se especializando em frameworks, Node, ou quaisquer outros que estiverem interessados.

Claro, é possível aprender HTML e CSS ao mesmo tempo, mas isso é porque eles meio que trabalham em conjunto. Você não pode realmente dominar PHP e Ruby ao mesmo tempo — a menos que você gaste 20 horas de estudos por dia, o que, definitivamente, não é recomendado –, portanto, para quem possui QI abaixo de 130, o recomendado é adquirir as habilidades uma a uma.

Mas, já que você é um novato e, provavelmente, não deve saber muito sobre linguagens de programação hardcore, escolher uma área para começar pode ser complicado, mas há uma solução: pense no que você quiser desenvolver: se for temas para WordPress, então seu caminho é o PHP; se for sistemas de gestão personalizados, tente ASP.NET; jogos de iPhone, aprender Swift e assim por diante.

Aprenda direito

Outra dica para novatos é, independentemente da linguagem que você escolher, aprenda direito! Se você aprender HTML codificando layouts com tabelas, isso não é nada certo. Codificar usando os mais recentes padrões da web parece inútil para alguns, mas é realmente importante e é altamente recomendado a aprender assim, já que será mais fácil e fará mais sentido ante o cenário atual de desenvolvimento web.

Além do mais, inevitavelmente a situação de ter que pegar o código de alguém para compreender e/ou passar seu próprio código para ser compreendido acontecerá; quanto mais ambos estiverem alinhados com técnicas modernas de desenvolvimento, melhor será para todos.

Google é o seu melhor amigo

10 coisas que desenvolvedores web iniciantes devem saber: Google é seu amigo

Realmente não importa que tipo de problema (relacionado a webdev) apareça, certamente o Google pode mostrar a direção certa para resolvê-lo.

Fóruns de programação são altamente recomendados também, mas, antes de postar uma pergunta em algum fórum, tente buscar uma solução no Google porque, na maioria das vezes, você vai encontrar uma resposta para sua pergunta — ou, pelo menos, uma resposta que irá guiá-lo para resolver a questão.

Analise o código alheio

Pegando o exemplo da área de front-end, às vezes, desenvolvedores têm conhecimentos de design de front-end e fazem seus próprios layouts antes de começar a codificá-los. É importante olhar outros sites para entender como eles são codificados. Se você gosta de algum estilo ou elemento de um site, olhe para o código fonte e o analise!

Atualmente, é praticamente considerado uma insanidade trabalhar com front-end sem usar a DevTools do Chrome. Antes de ela servir para ajudar no trabalho do dia-a-dia, certamente pode servir para ajudar a entender códigos de terceiros.

Entre numa rede de conhecimentos

Outra coisa importante é participar de uma rede dentro de seu campo de conhecimento. Nunca é demais conhecer outros desenvolvedores/designers. É muito interessante (e até gratificante) ter discussões sadias e trocas de informações/ajuda com pessoas da mesma área. Você pode até colaborar com seu colegas desenvolvedores em projetos maiores, já pensou?

Você está perto de conseguir um projeto mas não tem certeza se você pode lidar com o tipo de trabalho solicitado? Recomende um de seus colegas desenvolvedores! Ele(s) provavelmente irá(ão) executar o trabalho melhor do que você — se for(em) especialista(s) nessa área específica — e você pode fechar algum tipo de parceria em algum momento futuro.

Faça parte de uma rede e a mantenha ativa e sempre por perto. Há sempre a demanda por um desenvolvedor que esteja “ao redor”. Há um discussão interessante no GitHub sobre como encontrar projetos open source para colaborar que certamente vai ajudar bastante.

Entenda os designers

É altamente recomendado compreender designers, caso não tem ideia de como eles trabalham. E isso vale tanto para designers gráficos quanto para front-end designers.

É sempre bom para aprender como eles trabalham e porque eles podem entregar páginas estáticas que realmente não correspondem aos mais recentes padrões da web. Aprenda a conversar com eles e explicar o que está errado e saber pedir para corrigir seus próprios erros. Dessa forma, sua relação de trabalho será mais próxima e o resultado bem melhor.

Não se surpreenda, mas é até indicado que desenvolvedores devem participar do processo de design!

Use ferramentas profissionais

10 coisas que desenvolvedores web iniciantes devem saber: usar ferramentas profissionais

Apesar de HTML, CSS e JavaScript poderem ser feitos até com o Bloco de Notas, isso não é recomendado. E, se isso não é recomendado para front, é igualmente desaconselhado para back. Trabalhe com editores/IDEs profissionais/robustos. Use o que os profissionais usam, caso contrário você não será um deles!

Esse tipo de ferramenta verifica erros, tem autocomplete e dá sugestões durante a codificação. Há uma razão pela qual PhpStorm, VSCode, Neovim, Eclipse, NetBeans e outros são muito usados em todo o mundo: eles ajudam a fazer o trabalho e o fazem em grande estilo!

Deixe as coisas legais por último

Cada linguagem tem a sua própria “versão cool”. Por exemplo, HTML tem HTML5, CSS tem CSS3, JavaScript e AJAX tem jQuery/Zepto e assim por diante. É muito melhor se você aprender a linguagem básica e depois estudar mais até chegar no estágio cool.

Também, as coisas “cool” trabalham a partir dos elementos básicos, então você não será capaz de desenvolver e entender um controle deslizante com jQuery se você não compreender o JavaScript básico.

Mantenha-se informado e atualizado

10 coisas que desenvolvedores web iniciantes devem saber: mantenha-se atualizado

É sempre bom se manter informado e atualizado sobre o que está acontecendo no mundo do desenvolvimento web, em especial da(s) área(s) que você atua. Você pode fazer isso através da leitura de feeds, livros “de verdade”, blogs, fóruns e screencasts. Fique atualizado e certifique-se de que você é um dos primeiros a oferecer produtos desenvolvidos com a tecnologia mais recente.

No começo, pode não funcionar muito (as pessoas podem querer manter o “velho” até que as novas tecnologias mostrem seu valor), mas, certamente, também há aquelas pessoas que querem ter um produto totalmente novo, desenvolvido com as mais recentes tecnologias — e isto lhe dará uma vantagem e fará você conhecido no ramo.

Não é surpresa para ninguém do ramo que os melhores e mais recentes conteúdos e tutoriais estão em inglês. Então comece a puxar da memória todas aquelas aulas sobre o verbo “to be” ou fixe uma aba do Google Tradutor no seu navegador, porque você vai precisar.

Continue com o processo de aprendizagem

Depois de se tornar um especialista no campo que escolheu, trilhe seu caminho rumo ao aprendizado de outras linguagens e/ou áreas de atuação. Fique de olho aberto nas linguagens mais importantes e aprenda aquelas que julgar serem as mais interessantes. Quando você domina duas, vá para a terceira e assim por diante.

E continue até que não haja muito mais para aprender dentro do que você escolheu. Acredite, compartimentar os estudos para não ficar sobrecarregado é o caminho.

Conclusão

É bastante comum que desenvolvedores iniciantes passem por tempos difíceis neste campo profundo do desenvolvimento web, mas estas dicas servem justamente para ajudar que cada um encontre seu caminho.

Nem sequer importa muito por onde começar, tudo o que importa é começar! Isso geralmente é o que leva mais tempo, então não desperdice estes dias preciosos e comece agora a estudar e a desenvolver a web!

Para ajudar, veste este (não tão recente, mas até que útil) vídeo sobre uma técnica de estudos que pode ajudar a não perder a sanidade ante tudo isso que queremos aprender sobre tecnologia: