Analisando algumas estatísticas do desenvolvimento para web, percebi que uma pessoa fez a busca por “Definição de acessibilidade e conexão com design”. Infelizmente ela não encontrou o que pretendia no site; entretanto, se ela ou alguma outra voltar a fazer esta pesquisa, o resultado será positivo. Aqui está o artigo sobre Definição de Acessibilidade e Conexão com Design! :-)

Definição: o que é acessibilidade?

O termo “acessibilidade” tem muitos significados, dependendo de como é interpretado, de quem fala e da área a que se refere. De uma maneira geral, acessibilidade refere-se ao fato de algo ser acessível às pessoas, sejam elas quais forem, sejam os meios que estejam usando quais forem, sejam suas dificuldades e limitações quais forem.

Este é um conceito “ideal” que certamente não é alcançado em todas as vezes. Mas é o que todos os envolvidos com as atividades em que a acessibilidade tenha importância significativa devem ter em mente.

Por exemplo, um órgão público que organiza e providencia um concurso mas não tem infra-estrutura para que pessoas com necessidades especiais tenham acesso às salas de aula (seja por não ter rampas no local, elevadores com portas pequenas, etc) está impedindo o acesso a essas pessoas.

Acessibilidade na web

Na busca, aqui no blog, acredito eu que a pessoa gostaria de uma definição de acessibilidade em um contexto voltado à web, claro; e é justamente nesta vertente que vou focar.

Acessibilidade na web refere-se ao site ser acessível a quem o visita. Muito fácil, muito simples! Teoricamente, isso é tudo o que há para ser dito. Agora, como a acessibilidade vai se dar “são outros 500″…

O desenvolvedor web deve seguir inúmeras regras de acessibilidade; regras estas idealizadas e desenvolvidas especialmente para o acessos no ambiente virtual. Em nosso caso, regras desenvolvidas especialmente para serem conhecidas e aplicadas na idealização, contrução e manutenção de web sites.

Idealmente aquele sucinto conceito é o correto; na prática, é bem mais complexo e demorado prover a acessibilidade na web.

Para o caso da acessibilidade na web, o W3C definiu as “Diretrizes de acessibilidade ao conteúdo da Web“, ou WCAG. Basicamente, essas Diretrizes aconselham, instruem, o que devem os desenvolvedores de web fazer e/ou deixar de fazer em contextos de desenvolvimento web. O que, se implementado, será benéfico; o que, se não implementado, será maléfico quando as pessoas acessarem os sites.

Acessibilidade e conexão com Design

O Design, especificamente, no caso, o Web Design, tem muita conexão com a acessibilidade! Um bom design web deve ser consoante com a acessibilidade. Um site deve possuir bom layout, boa estruturação, bom design e ser acessível. Claro, estamos novamente no “mundo das teorias”. Na prática, desenvolver um site que atenda a estes (e outros) objetivos é bem complexo. Alguém enfie isso na cabeça dos clientes, por favor! :-D

Então, no modo que penso, a acessibilidade tem conexão com o design a partir do momento em que ambos, conjuntamente, aproximam-se o máximo possível do conceito ideal citado acima, com o objetivo de permitir que qualquer pessoa, em qualquer lugar, utilizando qualquer tipo de dispositivo, tenha uma experiência agradável (muito a ver com usabilidade, também), que encontre caminhos fáceis para as tarefas e/ou partes do site que lhe são mais úteis.

Conclusão sobre acessibilidade e conexão com design

O que foi dito neste artigo é, na verdade, uma sucinta abordagem. Quando se fala em acessibilidade e design, outros “núcleos” no desenvolvimento para web devem ser levados em consideração, como usabilidade, arquitetura da informação, bom planejamento, correta aplicação de tecnologias, e muitos outros.

Tudo isso somado à uma boa interface, elementos visuais agradáveis e leveza no carregamento, a meu ver constituem uma boa aliança entre acessibilidade e design, e servem como imensos auxiliares para que o visitante tenha acesso ao mais importante: conteúdo!