O portfolio deve ser adequado ao tipo e nível do negócio

Um bom portfolio deve ser adequado ao tipo e ao nível do negócio. Saiba mais e veja como adequar o seu portfolio para que ele seja mais eficiente.

Ir para o artigo

Ter um bom portfolio é uma das maneiras mais eficientes de gerar oportunidades, mas um “detalhe” importante que passa despercebido da maioria é que o portfolio deve ser adequado ao tipo e nível do negócio.

A quase totalidade dos profissionais de web quer ter um portfolio que atrai, agrada e converte, já que é uma das maneiras mais eficientes de gerar negócios, participar de novos projetos e dar continuidade a uma carreira, seja de um profissional freelancer ou de uma empresa.

Adequar o portfolio ao tipo de negócio

Tipos de negócios diferentes demandam portfolio diferentes.

Comentamos algo neste sentido quando tratamos do foco que é preciso dar a portfolios, quando dissemos que o profissional de desenvolvimento web deve dar foco ao seu portfolio para não perder oportunidades.

Quer dizer, se a área de atuação daquele profissional é programação, ele deve focar seu portfolio para isso, apresentando e dando ênfase à programação em cada peça de seu portfolio; se é um profissional da área do web design, deve dar foco aos aspectos visuais e de interface e assim por diante.

Então, o portfolio deve se adequar ao tipo de negócio que a pessoa/empresa oferta e quer atrair mais oportunidades. Afinal, este é um dos principais objetivos de um portfolio, atrair pessoas e as converter em novos clientes, ajudando-as em suas necessidades e trazendo mais negócios e oportunidades.

Adequar o portfolio ao nível do negócio

Algo também muito importante, mas frequentemente negligenciado pela maioria é que também o portfolio deve se adequar ao nível do negócio.

Se você é um freelancer na área de desenvolvimento front-end, mas está no início da carreira, está atuando há pouco tempo, como você vai montar e apresentar esses projetos em seu portfolio deve ser feito de uma maneira.

Portfolio adequado ao tipo e nível do negócio: pessoas em reunião ao redor de uma mesa..
O portfolio deve ser condizente ao nível atual do negócio.

Se você já está há muitos anos atuando na área, já é um profissional com muitos projetos feitos, relativamente conhecido no meio — tanto por seus pares, quanto pelo “mercado”, em si –, alto índice de satisfação de clientes passados, então seu portfolio já pode ser constituído/apresentado de outra maneira.

Por exemplo, é muito comum em empresas já com certa atuação reconhecida e destaque no meio que o “portfolio” seja somente a apresentação dos logos de seus clientes.

Afinal, quando já se trabalhou com grandes empresas, atendendo a marcas de grandes empresas, multinacionais etc., a simples exposição de seu logo já é um fator de autoridade, reconhecimento e legitimidade.

Legitimidade e integridade

Não seria nem preciso esse alerta, mas, para deixar bem claro, tudo deve ser legítimo e íntegro.

Se você decide colocar logos e/ou jobs de grandes empresas para as quais você não trabalhou, isso pode ser rapidamente detectável.

Um dos principais objetivos de um portfolio é atrair pessoas e as converter em novos clientes, ajudando-as em suas necessidades e trazendo mais negócios e oportunidades. Tuitar isso

Afinal, logo na primeira reunião com o potencial cliente ele pode pedir para mostrar o trabalho e/ou comentar a respeito da experiência de trabalhar para grandes marcas, caso em que você se verá numa incrível “saia justa” e, inevitavelmente, será obrigado a desconversar ou mentir.

Além de isso rebaixar seu negócio — e você mesmo, como ser humano –, pode acarretar em consequências bem sérias, como o potencial cliente espalhar que você (ou sua empresa) não é honesta/íntegra e; em última instância, promover o dessabor de danos na esfera judicial.



Tenha um bom portfolio adequado ao seu negócio

Portanto, é preciso estar atendo a 2 fatores importantes ao montar seu portfolio:

  1. O tipo de negócio
  2. O nível do negócio

Adequar a apresentação e o “argumento” do portfolio ao tipo de negócio, atrai e converte os clientes certos; adequar o portfolio ao nível atual da pessoa/empresa, contribui para informar em qual “ponto” se está, ensejando ao público um melhor entendimento do atual status do negócio — consequentemente, comunicando a qualidade dos serviços prestados.

Tendo um portfolio com foco, levando em consideração estes 2 fatores (que a maioria descuida), certamente é um bom caminho para se ter um bom portfolio, que satisfaz, que agrada, que converte e que, afinal, é um portfolio eficiente.

E-book com 10 dicas para montar seu portfolio altamente eficiente e conseguir muito mais clientes e projetos!

Download GRÁTIS