7 dicas para um portfolio eficiente

Conheça 7 dicas para um portfolio eficiente e saiba como bons portfolios podem converter visitantes interessados em clientes satisfeitos.

Ir para o artigo

Ter um bom portfolio, um portfolio que convence e que converte, deveria ser o objetivo de todo profissional de Web e empresa que oferta serviços ao mercado. Existem maneiras de seu portfolio ser melhor, incluindo as 7 dicas para um portfolio eficiente a seguir.

Há muitas opiniões diferentes sobre o que exatamente um portfolio deve conter e/ou como deve ser — além de diferenças entre portfolios eficientes e portfolios ruins — , mas existem algumas regras de ouro que podem ajudar bastante. Conheça algumas delas.

1. Mostre seus melhores trabalhos

Isso realmente já deveria ser parte do senso comum, mas você ficaria surpreso com a frequência com que isso não é levado em consideração.

Apesar de haver exceções, a regra geral é: mostre apenas seus melhores trabalhos em seu portfólio; se você não estiver 100% satisfeito com o resultado, simplesmente não inclua.

Existe um velho ditado no mundo de negócios que diz: você é tão bom quanto o seu último trabalho.

Muitas vezes, pode ser difícil fazer auto-críticas, mas é importante ser bastante implacável ao selecionar os trabalhos que comporão seu portfolio para garantir que tudo corra bem e que você esteja satisfeito — e, consequentemente, também faça de seus potenciais clientes satisfeitos.

Para ajudar a fixar, veja este vídeo com algumas considerações sobre como escolher os itens do portfolio:

2. Comece e termine com peças-chave

Essa é uma técnica de apresentação bem difundida em portfolios (apesar de não ser a única).

Em seu portfolio, comece com uma peça matadora realmente impressionante, que chamará muito a atenção das pessoas, e faça uma finalização igualmente impressionante, que as deixará querendo mais.

É fácil perceber como isso se aplica a um portfolio impresso tradicional, mas o mesmo raciocínio também pode ser aplicado a portfolios apresentados no meio online, seja em um site, e-mail, PDF etc.

3. Faça com que queiram mais

Como mencionado acima, é importante deixar o potencial cliente querendo mais, especialmente em contatos iniciais — já que seria bem chato você chegar para uma reunião/entrevista sem nada para falar.

Você é tão bom quanto o seu último trabalho. Tuitar isso

Além disso, pode se adequar ao seu estilo não exagerar em certas áreas do portfolio. Se você fez algum trabalho com infográficos, por exemplo, mostre algumas peças-chave e, em seguida, parta para algo diferente.

Não é uma regra fixa/imutável, mas alguns clientes podem se aborrecer com 100 exemplos do mesmo tipo de trabalho.

4. Deixe o trabalho falar por si mesmo

Para a grande maioria dos casos, não é preciso se sentir tentado a “embelezar” seu portfólio, tentando fazer da apresentação de seus trabalhos a mais bonita do universo. Permita que o trabalho fale por si mesmo.

7 dicas para um portfolio eficiente. Mulher trabalhando em um computador em cima de uma mesa de madeira.
Seu trabalho tem a qualidade necessária para “falar por si mesmo”?

O principal objetivo de um portfolio é apresentar seus trabalhos para converter mais clientes, não impressionar os visitantes por sua beleza que, em alguns casos, pode até ofuscar a qualidade dos projetos exibidos.

Uma dica especial é: foque na experiência de navegação, tornando fácil passar entre as peças; tornando-as acessíveis. Ajude seus visitantes a conhecerem seus trabalhos, apresentando-os da melhor maneira possível. O trabalho falará por si mesmo.

5. Apresente projetos próprios

Pode parecer um contrassenso apresentar projetos próprios em seu portfolio, mas, se você parar um pouquinho para pensar, verá que é uma coisa muito boa!

Imagine o cenário: o visitante (potencial cliente) entra em seu portfolio para analisar os trabalhos, saber do quê você é capaz, se pode ajudá-lo com seus problemas atuais…

Não necessariamente fará diferença se o que ele está vendo ali seja somente trabalhos feitos para clientes.

Seus trabalhos, se bem feitos e bem executados, também podem contem o fator “convencimento”, além de tudo, servindo para mostrar que você tem iniciativa, importa-se em desenvolver soluções próprias, é integrado à sua comunidade profissional etc.

Assista a este vídeo com algumas considerações sobre incluir projetos de autoria no portfolio:

6. Informações de bastidores

Algumas pessoas também incluem em seus portfolios informações de bastidores, isto é, a descrição/registro de como se chegou àqueles resultados, do processo criativo, dificuldades superadas, enfim, como foi possível se chegar ao resultado final do projeto.

Por exemplo, em portfolios de UX, apresentar os rascunhos com lápis em papel, imagens das primeiras sessões de conversão para o digital, dentre outros.

Não é o tipo de informação que deve ser exposta em todos os tipos de portfolio, mas, se bem usada, pode ajudar bastante na tarefa de transformar visitantes comuns em um clientes satisfeitos.

7. Seja confiante e conte sua história

Em todos os itens do seu portfolio, é muito oportuno que você transmita a sensação de confiança para o visitante.

Não é possível saber se o potencial cliente está prospectando diferentes profissionais/empresas para a participação em um projeto; se caiu no seu portfolio como a primeira visita do dia em uma busca; quais são seus critérios de escolha para possíveis contratações etc.

Então, é importante que cada peça do portfolio transmita a confiança e o profissionalismo que você é capaz de entregar.

Cada trabalho deve falar por si mesmo, mas a sua “voz”, o seu “tom”, quem você é, deve estar presente em cada um deles, demonstrando a potenciais clientes que você é capaz e está apto a ajudá-los.

Conclusão das 7 dicas para um portfolio eficiente

Por diversas vezes, em diversos artigos diferentes, temos comentado que o nível de portfolios na área de webdev não o dos melhores. Para áreas relacionadas ao “visual”, ainda é um pouco melhor, mas, mesmo assim, bem aquém do que poderia ser.

Conseguir um bom portfolio, que tenha o “apelo” e o “tom” corretos para facilitar o convencimento e a conversão de um visitante a cliente, é algo que demanda tempo, o uso de técnicas, algo feito com método e planejamento.

Aplique as 7 dicas para um portfolio eficiente que façam sentido para seu portfolio e melhore a conversão de seus clientes!